terça-feira, 12 de setembro de 2017

Os Brócolos (desabafo)

Eu devo ter passado mais de meia vida em dieta e, adivinhem…, sou fortezinha (vamos usar aqui um suavizante, para eu não desatar a chorar). 

Bem, não é que eu não saiba o que faz bem e o que faz mal. Eu, simplesmente, gosto muiiiiiiito do que faz mal.

Assim, numa tentativa de perder peso, estou a tentar introduzir na minha alimentação (leia-se de todos lá de casa – inclui as visitas) alguns ingredientes que eu acho que não gosto, mas que me vão fazer bem. O mês passado foram os Brócolos.

Não vos vou cansar com as propriedades e benefícios do desgraçado, é só pesquisar na net ou falar com qualquer pessoa que vão descobrir.

Eu vou ser super sincera, eu não gosto e não entendo quando utilizam o verbo adorar e brócolos na mesma frase. É que as opiniões são de extremos, ouvi pessoas a dizer que odeiam, outras que adoram (a meu ver - loucos).

Imagem retirada da net (Wikipédia)

Como é óbvio, os brócolos vieram para ficar, estou com esperanças que sejam daquelas coisas que depois de sermos obrigados a conviver muito tempo acabamos por suportar.

Para mim, esta coisa, só lá vai (com muito custo) se for fresco (para sentir tenro) e com azeite e vinagre. Para o meu marido, só com vinagre, para o meu cunhado (um brocoólico) sem temperos.

A preparação é simples, fervi água com sal. Lavei os brócolos com água corrente, retirei os pequenos ramos do caule principal e nos raminhos mais grossos fiz dois pequenos golpes em cruz. Quando a água estava a ferver, coloquei os brócolos com o caule virado para baixo e deixei cozer uns 3 a 5 minutos, sem tapar. Peguei num garfo e piquei um dos caules para ver se estava cozido e retirei (eu gosto quando ainda ficam crocantes). Escoei a água quente e coloquei os brócolos em água gelada para interromper a cozedura.

Ouvi dizer que se colocar em água e vinagre antes de cozinhar, que o brócolo fica mais saboroso. Acho muito difícil, quase impossível fazer com o brócolo fique saboroso, mas não há nada como tentar…


E vocês, gostam de brócolos? Como os cozinham? Se alguém for mágico e tiver uma receita saudável e que torne o ramoso saboroso, por favor compartilhe, eu estou a precisar. 😄😄😄

10 comentários:

  1. Gosto de brócolos! Mas nem sempre foi assim! Em miúda, tal como a maioria das crianças, eu dizia que não gostava de legumes! No fundo gostava mas queria não gostar! Depois, na adolescência, deixei-me de fitas e passei a dar aos legumes e aos vegetais o destaque que eles mereciam! Mas os brócolos nunca conseguiram convencer-me! Tal como a couve-flor! Tal como a beringela! Certo dia, já na maternidade para ter o meu primeiro filho, vieram servir-me um prato de peixe e acompanhado de...?! Brócolos! A minha colega de quarto percebeu logo o meu entusiasmo! Na verdade não consegui disfarçar o meu ar de descontentamento pois já não bastava estar ali a passar dores e ainda tinha de comer algo que eu não gostava! Mas eu sou daquelas pessoas que, mesmo não gostando de alguma coisa, como na mesma só para não deixar no prato (por isso é que costumo dizer que gosto de tudo, embora mais de umas coisas e menos de outras). Sem vontadinha nenhuma lá me lancei aos brócolos e não é que gostei?! Eram mesmo bons! Eu sei, custa a crer dada a reputação da comida de hospital! Até eu fiquei estupefacta! Então percebi que andei a comer brócolos de forma errada a minha vida toda! Muitas vezes sem tempero suficiente e demasiado cozidos. Também não gosto deles demasiado crocantes, tem de ser um intermédio. E agora é algo que até me dá saudades de comer caso passe muito tempo sem comer! E para mim ficam mesmo bons é a acompanhar um peixinho (acho que isto se deve ao facto de ter aprendido a gostar deles com peixe). Também fazem uma sopa muito cremosa e saborosa. E misturá-los nos cozinhados é uma boa forma de os ingerir (quase) sem dar por isso.
    Depois das minhas 3 gravidezes ganhei imenso peso que nunca consegui perder. Insatisfeita, decidi que queria emagrecer mas sem dietas. Adoro comer e seria muito infeliz a ter uma alimentação restritiva. Para não falar de que nunca conseguiria alcançar o meu objetivo se tivesse de fazer uma dieta rigorosa. Decidi fazer uma reeducação alimentar (aliada ao exercício físico) e perdi quase 25kg. Como de tudo, doces inclusive, só que tudo com moderação e bom senso (podes encontrar toda a minha história e o meu percurso de perda de peso no meu blog). E com isto da reeducação alimentar aprendi também a gostar de couve-flor e de beringela! E até de abacate (este achava mesmo que era um caso perdido)! Tenho no blog algumas receitas com estes ingredientes e que fazem sucesso cá por casa. Uma das lições que retirei de todo este processo é que o nosso palato se educa. Temos é de persistir e encontrar soluções que nos ajudem a aprender a gostar de determinados alimentos. Há alimentos que bem aplicados e bem cozinhados podem ser surpreendentemente deliciosos. Não desistas! Não é só uma questão de perda de peso. É também uma questão de saúde, tua e dos teus. A comida má é boa, ninguém o pode negar (e eu também sou como tu, adoro tudo o que faz mal). Mas há comida saudável também deliciosa! Eu que o diga! Um grande beijinho e qualquer coisa que precises estarei à tua disposição!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá. É exatamente uma reeducação alimentar que pretendo fazer. O exercício vai ser mais complicado por causa dos meus horários loucos (saio às 8h de casa e volto após as 24h), mas vou tentar fazer algum no fim de semana.
      Vou espreitar a tua página para me inspirar. Obrigado.

      Eliminar
  2. Olá, eu pessoalmente gosto de comer brócolos desde que sejam bem cozidos. Uma sugestão é colocá-los cozidos quando o arroz já está quase cozido ou então na sopa.
    bjns

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa dica, vou experimentar no arroz. Obrigado. Bjs.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Olá. Não sou muito fã de sopa, mas vou tentar fazer um creme. Obrigado pela dica. Bjs.

      Eliminar
  4. ADORAMOS, gratinados com bacon, refogados com bacon, gratinado com legumes, hummmmmm. simplesmente cozidos, em arroz, na sopa, hummmm
    Somos loucos por esse maravilhoso legume...
    Bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podemos ser parecidas em muitas coisas, mas gostar de brócolos não é definitivamente uma delas. :-)

      Eliminar
  5. Eu acuso-me... adoro bróculos!! hehehe O meu marido nem tanto devido mais à textura que ao sabor, então costumo cozê-los a vapor que ficam bem mais riginhos. Cá por casa também os costumamos comer gratinados com couve-flor e adoramos mas não sei se é o melhor para a dieta...
    Beijinho
    Joana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto tanto de queijo que acredito que pode melhorar o sabor do brócolo. Vou experimentar gratinar. Bjs.

      Eliminar